Augustinopolis-TO, segunda, 27 de setembro de 2021

Saúde

Votação elege representantes da sociedade civil para compor o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa

19/02/2020 13h12 | Atualizado em: 19/02/2020 13h19

A terça-feira, 18, foi marcada pela votação e eleição dos representantes da sociedade civil para compor o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (Cedi/TO) Biênio 2020/2022, na Casa dos Direitos Humanos administrada pela Secretaria do Estado de Cidadania e Justiça (Seciju) em Palmas.

As entidades eleitas no pleito foram: Universidade Federal do Tocantins /Universidade da Maturidade (UFT/UMA), Serviço Social do Comércio (SESC), Federação das Associações de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado do Tocantins (FAPITO), Federação das APAES do Estado do Tocantins (FEAPAES), Associação Tocantinense de Desenvolvimento Social e Cultural de Apoio aos Velhos Desamparados, Conselho Regional do Serviço Social (CRESS) e Pastoral da Pessoa Idosa (PPI). As entidades tomarão posse no dia 8 de abril deste ano. Composição


Sendo um órgão de caráter permanente e deliberativo, o Conselho é composto por 14 membros, além dos respectivos suplentes, sendo sete representantes do Poder Executivo, mais os substitutos indicados pelos titulares das respectivas entidades públicas que fazem parte do conselho; e sete representantes da sociedade civil organizada juntamente com os suplentes, escolhidos por meio de processo eleitoral.

Segundo a atual presidente do Cedi/TO, Sandra Maria Ribeiro Leitão, a realização da eleição é uma ação significativa na garantia dos direitos da pessoa idosa. “O processo eleitoral para Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa é de suma importância. Houve a participação de 11 entidades muito qualificadas de Palmas e do estado. Eu acredito que o Tocantins e a política da pessoa idosa só têm a ganhar com esse processo, ” ressaltou.


O coordenador da Universidade da Maturidade, Luiz Sinésio Silva Neto, ressaltou de forma positiva a participação da entidade no processo eleitoral. “É uma alegria muito grande poder participar do Conselho podendo contribuir e aprender com as políticas relacionadas ao envelhecimento humano, ” disse.  

Deixe seu comentário