Augustinopolis-TO, segunda, 27 de setembro de 2021

Justiça

I Encontro de Ciências Criminais da Unitins supera expectativas, diz o acadêmico Arthur Ribeiro.

17/05/2019 19h17 | Atualizado em: 17/05/2019 19h27

Com a temática “Entre a Proteção dos Direitos Humanos e o Aumento do Populismo penal”, os acadêmicos realizaram o I Encontro de Ciências Criminais da Unitins com a participação de universitários da Instituição e comunidade em geral. O evento aconteceu no Fórum da Comarca de Augustinópolis com a realização do terceiro período do curso de Direito da Unitins em parceira com direção, professores, acadêmicos e com o Projeto Doação do Bem, no qual todos os participantes deveriam levar 01kg de alimento durante a realização do credenciamento.

Na primeira edição do Encontrou os participantes puderam assistir as belíssimas palestras com os temas “A (In) Constitucionalidade da Execução antecipada da Pena Criminal”, ministrada pelo Mestre em Ciências Criminais (PUCRS), Dr. Paulo Thiago Fernandes Dias, “Impactos da Política Criminal de Drogas no Encarceramento Feminino”, ministrada pela Mestra em Ciências Criminais (PUCRS), Dr.ª Sara Alacoque Guerra Zaghlout e “Seletividade Penal”, ministrada pelo Doutor em Direito pela FADISP/ALFA, Dr. Hewldson Reis Madeira.

O evento contou coma presença da diretora do Campus Gisele Leite Padilha, da coordenadora do curso de Direito, Sarah LIma, dos professores, Irineu Valoeis, Maira Regina de Carvalho Alexandre, Nelita Bandeira, Katía Santana, acadêmicos da Unitins, acadêmicos da Fabic e Imperatriz.

Encerrando o evento o acadêmico representante da turma, Arthur Ribeiro  agradeceu a participação de todos, “Ficamos muito felizes com a proporção e o resultado do evento. A princípio era pra ser um evento pequeno, mas a procura e repercussão foram enormes, estendemos as inscrições e só não alocamos mais pessoas no auditório, por falta de espaço físico”.

“Em um momento de complexa discussão sobre o futuro da educação de nível superior no país, conseguimos reunir acadêmicos de Direito de várias cidades da Região do Bico do Papagaio no Tocantins e de Imperatriz do Maranhão para compartilharmos o conhecimento e exercitarmos o censo crítico sobre temas relacionados às Ciências Criminais no Brasil” finalizou Arthur Ribeiro




 

Deixe seu comentário